Odontologia Infantil Açailândia MA

Odontologia Infantil em Açailândia. Telefones e endereços de profissionais relacionados a Odontologia Infantil em Açailândia. Encontre também artigos com informações e dicas sobre Odontologia Infantil.

Ildo Mendes Oliveira
(99) 3538-2228
Rua Duque Caxias 1007 s 1
Açailândia, Maranhão
 
Clínica Odontomédica
(99) 3538-1006
Avenida Dorgival Pinheiro de Sousa 1040
Açailândia, Maranhão
 
Centro de Estética Odontológica Gênesis
(99) 3538-9959
Avenida Dorgival Pinheiro de Sousa 931
Açailândia, Maranhão
 
Antônio Carneiro Mesquita
(98) 3244-4747
Avenida Centro Comercial 1 s 1
São Luís, Maranhão
 
Iracema de Jesus Azevedo Soares
(98) 3235-7815
Rua Perdizes 1 qd 36 - 1 lj 202
São Luís, Maranhão
 
Mário Mitsunori Kawabata
(99) 3538-2083
Rua Duque Caxias 888
Açailândia, Maranhão
 
Odontoart
(99) 3538-1311
Rua Ceará 404
Açailândia, Maranhão
 
Vital Odonto
(98) 3258-4141
Avenida 4, 36A qd 15
São Luís, Maranhão
 
Maria Aparecida Assis Carvalho
(98) 3235-1256
Rua das Jaqueiras 4 qd 54
São Luís, Maranhão
 
Ana Margarida Fernandes Melo
(98) 3235-6608
Avenida Castelo Branco 667 s 101
São Luís, Maranhão
 

Odontologia Infantil

O melhor tratamento para as cáries de mamadeira é a prevenção, tendo em vista a dificuldade de tratar crianças em idades inferiores a 4 anos.

A prevenção deve ser feita através da higienização da boca da criança desde o nascimento do primeiro dentinho. A higienização deve ser feita com o uso de gazes (preferencialmente estéreis) e água (filtrada ou mineral).

Toda hora após a amamentação deve-se fazer a limpeza da boca da criança com a gaze úmida. O acompanhamento pelo dentista pediatra também ajuda a prevenir tais patologias , e este deve ser feito o mais cedo o possível.

Após a cárie de mamadeira ter se instalado, ela geralmente apresenta um curso acelerado e doloroso para a criança.

Esta rapidez com que este tipo de cárie se instala e progride é resultado da não higienização da boca da criança e do surgimento dos primeiros dentes, que acabam alterando física, química e bioquimicamente o meio bucal.

Com o surgimento dos dentes as bactérias que têm capacidade de aderência ao esmalte dental, começam a proliferar; a mudança dos microorganismos presentes na cavidade oral e a maior dificuldade de limpeza por parte dos mecanismos naturais de limpeza (língua, saliva, etc) devido a erupção dos dentes; e outros fatores levam a uma série de reações (dentre elas mudança do PH oral), que contribuem para que esta doença se manifeste de forma tão agressiva.

Os mecanismos desta doença são complexos, mais o importante é saber o que foi escrito. Com relação ao tratamento, realmente existe e tem que ser feito o quanto antes , para alívio do sofrimento da criança, antes que esta comece a emagrecer, desanimar, chorar ( sem motivo aparente), etc..

O primeiro passo é procurar um dentista (odontopediatra, generalista que esteja habituado a lidar com crianças) ou uma faculdade mais próxima.

Depois o dentista vai examinar o caso e se constatado que se trata realmente desta patologia, ele dará seqüência com o procedimento mais adequada, que pode variar da adequação do meio e posterior restauração (diminuindo a carga de contaminantes, aumentando o PH intra-oral, tirando a criança da fase aguda da doença, diminuindo a sensibilidade dolorosa, etc.), esta etapa é feita através da aplicação de substâncias como flúor, clorexidina e outras e da restauração provisória dos dentes com material do tipo ionômero de vidro (pela sua facilidade de execução e capacidade de receber recarga e liberar flúor).